terça-feira, 8 de novembro de 2016

Retrato Zero

Queria escolher uma foto para o perfil do blog que me representasse, primeiro pensei naquelas básicas, olhei umas tantas, nada bateu. Então lembrei do Barthes:

“[...] a partir do momento que me sinto olhado pela objetiva, tudo muda: ponho-me a “posar”, fabrico-me instantaneamente um outro corpo, metamorfoseio-me antecipadamente em imagem” (BARTHES, A Câmera Clara).

Então, não estou lá na imagem, não posso estar, ninguém pode. De alguma forma, isso me apazígua. Eme reorienta.

Beleza,adoro essa minha persona...