sábado, 24 de julho de 2010

Curso de Linguagem Fotográfica

O curso de linguagem fotográfica é dirigido a profissionais e estudantes de Fotografia, Criação Publicitária, Cinema, Web Design e áreas afins.

Os conteúdos objetivam os princípios de composição estética e produção de significados que compõem a imagem dentro de cada genêro/aplicação da fotografia.
O curso está divido nos seguintes módulos:

Básico – Compreensão e criação de mensagens visuais (agosto em 2010 – inscrições abertas)
Moda/Book – Composição e direção de retratos aplicados
Eventos – Cobertura e narração visual de atividades sociais
Publicidade – Articulção da imagem para criação de necessidades e desejos
Jornalimo e Documentação – Registro e reportagem de acontecimentos públicos
Arquitetura e Urbanismo – Análise da aparência da paisagem urbana e edificações

É importante ressaltar aos alunos interessados nos módulos de conteúdo aplicado a necessidade de cursar o módulo básico para melhor aproveitamento.

Instrutores: Ivany Sevarolli, Juliana de Almeida Pereira


--------------------------------------------------------------------------------

Módulo Básico – compreensão e criação de mensagens visuais

O módulo básico – compreensão e criação de mensagens visuais objetiva produzir e analisar fotografias se apropriando de métodos da semiótica como forma de utilização de signos para construção de uma “ frase visual”. O módulo abordará o seguinte conteúdo:

A frase Visual
Elementos Básicos de Composição Visual
Estratégia de Composição Visual
Estratégia de Composição Fotográfica
Introdução ao Discurso Fotográfico

Todos os conteúdos serão exercitados através de práticas de análise de imagens, culminando na elaboração de um projeto final para avaliação do aproveitamento do módulo.


--------------------------------------------------------------------------------
Carga-horária: 24 horas (8 semanas – às quartas-feiras, das 19h00 às 22h00)

Turma: 40 alunos (mínimo 15 alunos)

Período: 18, 25/08 e 01, 08, 15, 22 e 29/09 e 06/10 de 2010

Local: Anfiteatro do Arquivo Histórico de São Paulo (Praça Cel Fernando Prestes nº 152 – Bom Retiro – Metrô Tiradentes

Requisitos básicos: possuir máquina fotográfica digital simples e conhecimentos básicos sobre manuseio da câmera fotográfica

Investimento: R$ 300,00 (para parcelamento em duas vezes – contactar por e-mail)
Associados ArquiAmigos – desconto de 30%
Reserva de 4 vagas para funcionários do Arquivo Histórico de São Paulo

Inscrições – clique aqui para acessar o formulário.

Contato: arquiamigos@arquiamigos.org.br

http://arquiamigos.org.br/blog/?page_id=101

Linguagem Fotográfica - Câmera Alta 2




Nesta outra fotografia publicitária, desta vez uma campanha para a SAMSONITE, em que a modelo aparece girando com uma mala de viagem e pombos saem revoando em torno da saia rodada, a “câmera muito alta” (trés trés plongeé) enfatiza o deslizamento perfeito da mala e a facilidade dos movimentos do usuário do produto. É claro que aqui há outros elementos visuais que compõem esses significados, como a saia girando com perfeição indicando a ausência de ‘trancos’, sem contar a revoada dos pombos que pode remeter a uma memória pessoal cinematográfica da Praça de São Marcos na romântica cidade de Veneza, significando a utilização do produto em viagens e o status de uma viagem internacional.

Linguagem Fotográfica - Câmera Alta



“Câmera Alta” ou Plongeé – É uma das opções de câmera (fotográfica, cinematográfica, vídeo, ou ainda, no desenhos das histórias em quadrinhos – mangá) que o fotógrafo tem na hora de captar a imagem, como o nome já diz, a “câmera alta” indica que a câmera está acima do assunto fotografado, dando uma visão ‘de cima e inferiorizando o assunto em foco.



A Fotografia Publicitária explora o posicionamento da câmera para expressar significados. Nesta fotografia de uma campanha da Ellus em que a atriz “Milla Jovovich” aparece sentada num chão acarpetado, com o corpo inclinado para trás e as pernas entre-abertas, trajando uma blusa semi-transparente e saia na altura dos joelhos, o fotógrafo aumentou a sensação de sensualidade com o uso da câmera alta, colocando o observador da imagem na posição de alguém que está em pé (posição dominante) à frente da atriz, meio ‘caída” no chão (posição dominada ou submissa).